Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, Música, Livros
MSN -



Histórico


    Votação
     Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
     UOL - O melhor conteúdo
     BOL - E-mail grátis
     Luz verdadeira
     Sindrome de Estocolmo


     
    Confissões de uma Gravidez


    A PERGUNTA: MAMÃE, CADÊ O PAPAI?

    Graças à Deus eu fiz questão de fazer um book de fotos com o Henrique para poder passar por uma fase não muito abençoada.

    Peguei o álbum que estava no fundo da gaveta das minhas recordações de Sofia e mostrei a ela. Ela olhava com atenção cada foto com um sentimento de que algum vazio estava começando a ser preenchido dentro dela.

     Ela quis levar o álbum para a escola, e é claro que eu deixei!!!  Segundo a professora, ela mostrou o álbum para toda a sala que muito orgulho de que naquele momento ela tinha um Pai...

    Resumindo um pouco, até os quatro anos da minha filha, foi um terror essa pergunta! Pois por mais que eu tentasse falar com o Henrique, seja por telefone ou pessoalmente (cheguei até mesmo a levar a Sofia na casa da mãe dele), que eu só queria a presença dele regular ou no mínimo 1x por mês,  ele não comparecia, não ligava.

    Depois que eu e Sofia saímos da casa da minha mãe e fomos morar na mesma cidade dele, ele nos visitou quase a custo no máximo umas duas vezes, e é claro, sumia logo em seguida.

    Então resolvi seguir ao pé da letra o que a psicopedagoga recomendou, falar somente a verdade, independente se iria magoar a minha filha, pois antes ela saber da verdade desde de pequena do que se decepcionar na adolescência...

    Mas a verdade não quer dizer falar mal do Henrique e sim relatar os fatos.

    Então quando ela queria falar com ele eu ligava do meu celular e colocava no viva-voz, e é claro que 90% das vezes ele não atendia ou estava desligado... ela fazia uma carinha triste e me perguntava por que seu pai não atendia o telefone, e eu falava que realmente não sabia porque não morávamos com ele. E assim foi até eu encontrar meu amor da minha vida!!!

     



    Escrito por grávida às 07h31
    [] [envie esta mensagem] []



    COMEÇOU O QUE EU TEMIA... AGORA É A HORA!!!

    Bom, agora começou a hora!!!! A hora de enfrentar o tão temido momento de falar sobre "pai".

    Há uns 3 meses atrás, fui na reunião do colégio da minha filha e pergunte sobre o que eu faria quando a minha filha perguntasse sobre seu pai. A psicopedagoga me orientou que eu deveria falar a pura verdade.... perguntei então para mim: "Qual verdade?"....

    Acredito que mães que não passam por isso ou pessoas que leêm esse blog devem perguntar: " Oras, só existe uma verdade!!!!". Não.... para as mães solteiras a história sobre o paradeiro do pai é extremamente diversa:

    - " seu pai morreu, minha filha!"

    - "seu pai mora muito longe e não pode te visitar!"

    - "pai?, que pai?"

    Bom, qualquer que seja a resposta, nós mães, sempre queremos proteger ou melhor, postergar sofrimentos que os nossos nossos filhos venham a ter durante a vida...

    Após inúmeras conversas, a psicopedagoga me convenceu que a melhor forma de lidar com esta situação é contar exatamente tudo o que aconteceu, claro que as devidas proporções conforme a idade...

    Bom, cheguei em casa e a minha filha, que hoje está com 2 anos e 8 meses me perguntou sobre o pai, tipo: "Mamãe, cadê papai?" Sabia que era a tal famosa hora.....

    Peguei o album com as fotos da gravidez, que o pai tinha ido comigo fotografar, e tentando agir com a maior naturalidade, mostrei as fotos....



    Escrito por grávida às 22h11
    [] [envie esta mensagem] []



    MAIS UMA VEZ, ORGULHO EM SER MÃE SOLTEIRA

    Hoje ao ler um comentário, após responder o comentário, resolvi visitar o meu próprio blog. Fiquei surpresa com mais de 43 mil visitas desde a sua criação, realmente nunca pensei que minhas confissões pudessem gerar tantas visitas desde a sua criação em junho de 2007.

    Minha filha nasceu em 15 de junho de 2007, já se passaram 2 anos e 2 meses...

    No começo dessa minha nova fase de mãe-mulher não foi muito fácil, minha filha chorava muito e eu estava muito insegura, mas conforme o tempo foi passando, a vida foi seguindo o seu curso (é claro!!!! A vida não para!!!), voltei ao trabalho, voltei a sair (com outra cabeça muito melhor que a de antes!!!...rs), voltei a namorar, enfim Deus sempre dá resposta àqueles que fazem de coração e com dedicação!!!

    Hoje sou uma pessoa mais observadora, observo que independente da presença de um companheiro/pai da minha filha é possível criar um filho sem culpa de não ter ficado com o pai. Observo também que àquela "família completa" não diz respeito à presença física da figura do pai durante 24 horas e sim ao estereótipo criado por uma sociedade de um casamento feliz e perfeito entre homem e mulher e com filhos, mas que também não a pratica! Quem conhece pelo menos 3 casais com filhos que realmente se amam e compartilham a educação e o cuidado dos filhos conjuntamente????

    Não é porque a mãe está separada do pai da criança que este pai, desde que queira, possa participar da educação do seu filho de uma forma saudável. É preciso ter maturidade de ambas as partes, tanto na vida conjunta quando na separação em prol de uma criança que nasceu sem culpa.

    Não é porque a mãe está separada e o pai é ausente que não é possível criar adequadamente um filho.

    Antes de tudo é preciso AMAR este filho! É preciso dedicação (não abdicação da vida)! E acima de tudo, é preciso entender que uma VIDA dentro do ventre é um sinal de Deus de que SOMOS SIM, CAPAZES de enfrentar qualquer adversidade para criarmos uma PESSOA com valores corretos para que o FUTURO seja diferente do HOJE.

     

    Muito obrigada a todas as visitas ao meu blog, espero estar contribuindo para que todas estas mães "vejam uma luz ao fim do túnel" e para que possam encontrar a felicidade que hoje eu sinto e o orgulho que tenho em ser MÃE SOLTEIRA!!!!

     



    Escrito por grávida às 01h18
    [] [envie esta mensagem] []



    Sim, sou mãe solteira!!!

    O que é ser mãe solteira

     

    Quando engravidei e percebi que iria me tornar uma mãe solteira, comecei a procurar informações sobre o que era, verdadeiramente uma mãe solteira. Eu imaginava dois tipos de mães solteiras: o primeiro tipo eram mulheres jovens, desmioladas, que transavam irresponsavelmente sem camisinha com um namoradinho qualquer, eram mal-vistas pela sociedade e até mesmo por mim, saíam de casa escurraçadas pelos pais e seus filhos se tornavam uns rebeldes sem causa. O segundo tipo englobava mulheres independentes, com vida construída, que simplesmente queriam um”touro reprodutor”para gerar um filho pois não tinham a menor vontade de construir uma vida junto com “seres inferiores”.

     

    Então, um belo dia, me vi grávida!!! Meu sonho tinha se tornado realidade pelo menos em parte. Sempre sonhei em ser mãe, mas também sempre sonhei em ser mãe com o meu príncipe encantado do lado!..rs...Quando eu estava casada e decidi ter um filho, imaginava que lindo seria, eu, casada, jovem com 22 anos, meu maridão do lado, minha profissão em pleno crescimento... que maravilha, pensei! Então, o tempo passou, o meu príncipe encantado já estava quase totalmente sem encanto, decidi então me separar, eu tinha uma vida toda pela frente e não iria continuar casada por mero comodismo! Passou mais um tempo e então engravidei do meu atual ex-namorado. Quando dei por mim, esse meu namorado sumiu e então eu me vi uma grávida solteira!!!

     

    Logo eu, bonita (desculpem a modéstia mas não sou nem um pouco de se jogar fora), profissionalmente estável, bem financeiramente, grávida e sozinha... O que é que tinha acontecido comigo, pensei. No começo foi bem difícil, não sabia como seria minha vida, não sabia como eu educaria minha filha sem a figura masculina, não sabia nem como me comportar!!! O que diriam de mim? Uma grávida solteira? O que é que eu responderia quando me perguntassem do pai????

     

    Demorou uns 5 meses para eu aceitar a minha condição!!!! Procurei informações de tudo quanto é tipo, com amigos, conhecidos, orkut, MSN, bate papo... tudo!!!

     

    Mãe solteira!!! A minha ficha caiu quando minha filha começou a se mexer dentro de mim!!! Percebi que nunca mais eu estaria sozinha!!!! Teria sempre alguém para amar e alguém que me amasse também!!!!  

     

    Todos os meus complexos tinham ido por água abaixo. Vi mulheres guerreiras, que apesar das histórias de cada uma delas, todas estavam aí, firmes e fortes!!! Vi mulheres que defendiam os direitos de suas crias com unhas e dentes. Vi mulheres corajosas, que continuavam a aproveitar as suas vidas da melhor maneira possível!!!

     

    Sim, eu seria mais uma dessas mulheres, sim eu seria e hoje eu sou uma dessas mulheres que não estão nem aí com o preconceito da sociedade, que exibem com orgulho seus filhotes e que não deixam nenhuma pessoa intrometer em suas vidas.

     

    Sim, hoje eu sou uma mulher bem melhor do que eu era antes pois eu descobri o que é sentir plenamente um amor, um amor incondicional e eterno!!! Sim, hoje sou uma mãe solteira orgulhosa, orgulhosa de tudo o que passei que me transformou na pessoa que sou hoje!!!!



    Escrito por grávida às 15h19
    [] [envie esta mensagem] []



    É, quem é vivo sempre aparece!!! O pai da minha filha acabou de ligar!!! Como se nada estivesse acontecendo, e como se ele fosse o pai mais presente do mundo perguntou finalmente pela filha! Atendi o telefone tranquilamente, também como se eu não estivesse magoada pelo fato de sua ausência e inclusive no dia dos pais. Contei todos os detalhes sobre nossa filha, o que ela já está fazendo, quantos quilos, qual o tamanho, tudo detalhadamente. Ele me disse que ainda está em são paulo e que quando voltar virá ver sua filha, mas não deu detalhes. Pelo que me parece, não sabia que eu tinha ligado para sua mãe, estranho, mas foi o que ele deu a entender. Reafirmei, mais uma vez, novamente, que se ele quisesse que eu fosse levar a nossa filha para sua casa, eu o faria de bom grado, e que também, se quisesse nos encontrar em um ambiente mais neutro, eu não me oporia...

    Senti um aperto no peito, não vou me enganar, tenho medo de que ele faça minha filha sofrer com essas aparecidas surpresas, mas a respeito disso, no momento, não posso fazer nada a não ser esperar e torcer para que nada de ruim aconteça. Espero que a vida siga um dos dois caminhos que eu desejo: o primeiro que ele se torne um pai presente, e o segundo é que ele suma de vez e não nos faça sofrer!!!



    Escrito por grávida às 11h02
    [] [envie esta mensagem] []



    Sei que não escrevo há muito tempo, mas esse blog tem um objetivo muito importante, o de me fazer lembrar de todos os fatos que aconteceram na minha vida e da minha filha em relação ao pai dela, para que no futuro, eu saiba explicar a ela exatamente como tudo aconteceu...

    Não sei se postei antes, mas liguei para o Henrique quando eu entrei com um processo de guarda definitiva+pensão alimentícia+definição dos dias de visitas logo após ele ter registrado a minha filha. Desde esse dia, ele não deu mais sinal de vida, isso já faz mais de umas 5 semanas.

    No dia dos pais, fiquei com dúvidas quanto a eu ligar para ele para dar parabéns, como não tenho muitas pessoas com quem trocar idéias, postei um tópico sobre essa questão em 3 comunidades de mães solteiras no orkut. Dei uma breve explicação sobre a minha situação e a pergunta era se ele devesse ligar ou não. No começo, pensei que não iria dar muito certo, mas pelo contrário, o tópico foi uma polêmica, recebi mais de 30 comentários de mães e até mesmo de pais solteiros. Após analisar todos os comentários, a grande maioria falava para não ligar, a explicação era que AMOR NÃO SE EXIGE, SE DOA DE LIVRE E ESPONTÂNEA VONTADE!!! Ele tem meu telefone, o telefone da minha mãe, o meu endereço, tudo! Então era ele quem deveria ligar... Pois bem, não liguei. Fiquei magoada por ele não ligar, não por mim, pois não sinto coisa alguma por ele hoje, mas por minha filha...

    Bom, passou o dia dos pais, e nem sinal de vida do Henrique... Durante as duas últimas semanas, fiquei pensando em ligar para ele ou para a família dele, fiquei angustiada, triste e ainda mais magoada por essa ausência. Pensava no que mais eu poderia fazer sobre a relação pai-filho para que no futuro, não me arrependesse de nada, absolutamente de nada! Para que ninguém pudesse me falar: "Mas vc deveria ter feito tal coisa!!! Pq vc não fez isso?"

    Hoje, liguei para a casa dele, quem atendeu foi a sua mãe. Meio sem-graça ou até mesmo seca, começamos um diálogo. Ela disse que eu e minha mãe fomos muito duras com ela e com Henrique no dia em que vieram aqui em casa, mas que ela me entendia. Falou que o Henrique tinha ido para São Paulo ver seu outro filho que segundo ela estava com febre!? Falou também que o processo que corria contra ele de seu primeiro filho ( o qual tinha mandato de prisão), já tinha entrado em acordo judicial e ele não corria mais perigo de ser preso. Perguntou como minha filha estava e também falou que não tinha meus telefones e não sabia como chegar em minha casa. Pois bem, dei novamente meus telefones à ela (todos!), expliquei que poderíamos nos encontrar em algum lugar que ela conhecesse (ela sabe chegar quase aqui em casa!), eu iria buscar ela aonde quer que fosse caso ela tivesse realmente desejo em ver a neta, que isso não seria problema algum. Falei também que poderia levar minha filha a sua casa caso Henrique convidasse e que eu não iria dificultar a relação pai-filho e disse ainda que minha mãe tinha se comprometido em sair de casa caso o Henrique quisesse nos visitar, para evitar constrangimentos. FIZ A MINHA PARTE!!! MAIS UMA VEZ!!!

    Quando contei à minha mãe que tinha ligado para eles, ela não gostou muito, disse para deixar quieto!!! Não quero exigir amor, quero deixar minha consciência tranquila, ela é contra mas lhe expliquei os meus motivos... DEUS SABE O QUE FAZ, AÌ SE VAI MAIS UM CAPÌTULO!!!

    Falando de coisas amenas e também maravilhosas, minha filha está cada vez mais maravilhosa. Já sustenta a cabeça, segue objetos, sorri bastante e usou seu primeiro vestidinho ontem!!! Sou realmente uma mãe coruja!!! Troquei meu carro por um com a prestação mais baixa para caber nas minhas finanças, mudei meu visual, enfim, estamos nos aprumando cada vez mais!

     

     

     



    Escrito por grávida às 18h58
    [] [envie esta mensagem] []



    ACONTECIMENTOS DO PRIMEIRO MÊS

    Ontem, minha pequena fez 1 mês!!! Como cresceu!!!!

    Não escrevi antes porque estava curtindo, e ainda estou, a minha maternidade!!! Hoje, dei entrada com o pedido de guarda, pensão e visitas da minha Sofia. O pai dela a registrou sem problemas nenhum, marcamos um encontro no cartório e ele foi, chegou pontualmente, quase nem acreditei! Pelas minhas pesquisas no orkut e também pela internet, fiquei sabendo que se a mãe deixar de pedir pensão, futuramente a justiça pode entender que a mãe não quis defender os direitos de seu filho, e outra, que se o pai resolver pegar ela e não devolver mais, a justiça não tem o que fazer, pois é pai! Pois bem, hoje fui na advogada e entrei com o pedido. Sei que não devo receber muito, mas o que eu receber vou colocar em um fundo de investimento, como reserva para a faculdade dela ou para algum eventual problema!

    A respeito do Henrique, o dito-cujo só veio visitar sua filha quando ela fez 1 semana, e isso depois de desmarcar 4x e depois de eu ligar para a família dele e soltar os cachorros!!!! Quando vieram aqui, sem avisar, no primeiro sábado da minha pequena, levou outro "esporro" (desculpem o termo mas foi exatamente isso!). Foi logo avisado que sempre que quisesse ver a Sofia, poderia vim sem problema nenhum, mas desde que avisasse antes, pelo menos um telefonema, afinal de contas, minha casa não é a "casa da mãe Joana"!!! Depois dessa visita, não apareceu mais. Na segunda semana ligou umas 3x, na terceira 2x e é claro, na última semana nem sinal de vida!!!! Pode???

    Hoje liguei para ele para avisar que tinha entrado com o pedido de guarda,achei mais correto avisá-lo. Ele me contou que a mãe do outro filho dele que tinha entrado também com pedido de pensão (isso no ano passado) tinha exigido que ele pagasse 4000,00 e que se não pagasse ele iria para a cadeia!!! Conclusão, ele me disse que tinha viajado para o interior na semana passada fugindo da polícia... pode???? Eu acho que não pegaram ele ainda porque não quiseram, já que eles tem o endereço dele e de onde ele trabalha...arff! Mas, para mim tanto faz quanto fez! Entrei com o pedido sim, para proteger minha filhota, estipulei as visitas para caso ele não as cumpra, que tudo fique esclarecido!!!

    No mais, só!



    Escrito por grávida às 15h14
    [] [envie esta mensagem] []



    DIA 18/06/07 - TERÇA FEIRA

    Estou ficando cada vez melhor em trocar fraldas. Hoje, dei o meu primeiro banho em companhia da faxineira. Tudo muito tranquilo. À noite, foi a primeira vez que fiquei desesperada!!!!!!! Ela vomitou pela primeira vez, quase morri de susto!!! Ela acordou por volta das 3:30, troquei a fralda, amamentei e coloquei-a para gofar... não mais que de repente, um vomito em jato e em seguida vários soluços!!! Fiquei assustada!!! Quase acordei minha mãe, mas pensei: "Para tudo!!! Sou médica!!! Isso é apenas um vômito normal, o que eu faria se uma mãe fosse no posto em que eu trabalho, apavorada dizendo que sua filha vomitou??? Eu riria e diria para ela que é normal, oras!!!!" - procurei me acalmar, mas acho que a Sofia percebeu meu alarme e disparou a chorar, não parava por nada, tentei chupeta, massagem, cantigas e nada!!! Já eram 5:30 da manhã e nada. Levantei e comecei a dançar na sala com ela no colo e enfim, para a minha surpresa ela acalmou!!! Coloquei ela no berço, e como já eram 6:30 da manhã, fiz café-da-manhã para minha mãe.

    Mamãe me olhou com uma cara assustada, eu estava pálida!!! Sonada!!! Parecia um zumbi andando pela casa. Ela riu e falou que era melhor eu dormir, que eu tinha que dormir quando minha filha dormisse, pelo menos no começo. Assim fiz, adormeci que nem um anjo.

    Durante o dia, nenhuma novidade, choro, fraldas, banho, amamentação, brincadeiras, uma maravilha!!!  Meu cansaço tinha passado. Meus seios, graças à salsinha cicatrizaram e a cada mamada era um novo prazer em alimentar minha filha, acaricia-la...ótimo!



    Escrito por grávida às 18h22
    [] [envie esta mensagem] []



    DIA 17/06/07 PRIMEIRO "CANO"

    Hoje foi o primeiro dia "sozinha", sem minha mãe, em casa. Contratamos a faxineira para ficar comigo durante toda essa semana pois eu pensava que estaria acabada, sem poder andar devido a cirurgia, totalmente dependente de tudo... engano meu, a maternidade nos dá força não sei de onde!!!!

    Eu estava andando numa boa, só me doía para levantar da cama. Meus seios começaram a fissurar, coloquei um intermediário de seio feito de silicone, mas não estava adiantando muita coisa. À tarde, recebi a visita de uma enfermeira da Unimed. Ótima a visita, ela me mostrou a vida como ela é....rs... como trocar fraldas, como dar banho, como cuidar do umbigo, como limpar todas as dobrinhas e etc e tal. Cuidou dos meus seios, falou que era para eu amassar salsinha e passar o caldo no bico do seio!!! Eu, médica??? Mas com a gravidez e o pré-natal, desconri que sou pior que leigos. Fiz exatamente como ela mandou e no mesmo dia já senti diferença.

    Logo depois, veio uma técnica de enfermagem furar a orelhinha da minha Sofia!!! Foi aí que eu percebi como uma mãe sofre por seu filho!!! Quando ela foi furar a orelha e minha pequena chorou, comecei a chorar também!!!!....rs.... mãe é tudo igual, agora, só sendo uma para entender, e olha que ela chorou pouquinho só, mas mesmo assim me partiu o coração!!!!

    Notícias sobre o pai: Ele me ligou por volta das 9-10h dizendo que talvez iria trazer a mãe dele para me visitar... fiquei esperando e nada, nem um telefonema para dizer se vinha ou não... ok!



    Escrito por grávida às 18h13
    [] [envie esta mensagem] []



    DIA 16/06/07

    Essa noite foi maravilhosa!!! A Sofia ficou em meu quarto até por volta da 1h da manhã, depois disso, mamãe pediu para que  ela fosse levada para o bercário, pois até aquele momento quase não tinha dormido.

    No dia seguinte, domingo dia 16/06/07 recebi a visita do Henrique (pai da minha filha) à tarde, logo depois do almoço. Eu tinha ido até o bercário acompanhar a enfermeira a dar banho nela e quando eu olho no visor (vidro que divide o bercário com o corredor), vejo ele olhando para nós duas. Ao sair do berçário, ele me deu um vaso de flores vermelhas e me aompanhou até o quarto, lá eu a coloquei em seu colo. Mamãe e minha tia nos deixaram sozinhos. Não falamos muito um com o outro. Eu não estava muito receptiva com ele pelo fato de ele não ter ido à maternidade no dia anterior, ele, pelo menos eu acho, estava meio fechado devido a presença de minha mãe... sei lá.  Após mais ou menos 30 minutos, chegaram um casal de amigos da minha mãe, o que para mim foi ótimo pois pedi para que ele a colocasse no meu colo para receber as visitas. No fundo, eu estava com medo de que ele roubasse a minha filha!!! Ele ou qualquer um, não queria deixar praticamente ninguém pegá-la, estávamos nos reconhecendo, era o NOSSO primeiro dia. Pois bem, passados alguns poucos minutos, as visitas foram embora e ficamos nós 3 no quarto.

    O silêncio tomava conta do lugar, eu tentava puxar algum assunto e ele nada de corresponder e nem de conversar sobre qualquer coisa. A única coisa de que ele falou era de registrar a nossa filha. Fiquei aliviada de ter sido ele em tocar no assunto. Aí eu lhe falei que não sabia como iria fazer pois eu ainda tinha meu nome de casada e gostaria de registrá-la com meu nome de solteira. Ele disse que não teria nenhum problema e que ele daria um jeito de registrá-la com meu nome de solteira. Ficou sentado no sofá ao lado da cama. Em um determinado momento, seu celular começou a tocar incessantemente, era a empresa para qual ele trabalhava... nunca lhe dava folga... mas então ele começou a falar alto sobre alguns problemas que tinham surgido e eu comecei a me sentir incomodada. Poxa, estava eu no primeiro dia com a minha filha, sozinha com ele no quarto, e ele falando ao celular, alto.... enfim... pedi apra ele sair do quarto e resolver os problemas e só então voltar... ele fez uma cara de desgosto mais saiu. Minutos depois, voltou e logo em seguida disse que tinha que resolver alguns problemas e que depois nos falávamos!!! Ele saiu do quarto, mamãe e minha madrinha chegaram e o dia transcorreu sem nenhuma intercorrência. Minhas dores estávam pequenas, claro, estava tomando supositório de voltarem a cada 8h, um outro para dor a cada 12h além de luftal!

    No dia seguinte, por volta das 11h da manhã, tive alta!!! Minha médica foi me visitar (todo dia ela me visitava), liberou o uso da cinta (santa cinta!!!! depois que mamãe me ajudou a colocá-la, me senti outra pessoa!!!! podia levantar e ir ao banheiro quase sem nenhuma dor, caminhava razoavelmente bem, estava praticamente nova em folha). Fui então para casa!!! A emoção de entrar em casa, agora como mãe e com meu bebê tão esperado no colo foi indescritível!!! A vida realmente não seria mais a mesma, teria, para sempre uma companheira ao meu lado, alguém por quem zelar, alguém para dar amor e carinho, alguém para educar a ser uma boa pessoa...

    Minha tia tinha preparado uma sopa de legumes e carne, estava maravilhosa. Tomei minha primeira cerveja sem culpa de estar grávida (uma só) e dormi feliz da vida!!!! Eu e minha pimpolha!!!!

     



    Escrito por grávida às 17h59
    [] [envie esta mensagem] []



    CONTINUAÇÃO DO DIA 15/06/07

    Após mais ou menos uns 3 minutos de empurrões e sacudidas a Sofia nasceu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Pegaram-na e colocaram numa caminha ao meu lado, secaram rapidamente, aspiram as vias aéreas e a boca e colocaram ela no meu colo, bem próximo do meu rosto!!! Quando a vi, não acreditei, ela era linda!!!! Maravilhosa!!! Ficou me olhando!!! Uma emoção indescritível brotava do meu corpo, coração, mente e sei lá mais da onde!!! Meus olhos se encheram de lágrimas!!! Fiquei repetindo novamente para mim que ela era linda!!! Que ela era minha filha e que a partir daquele momento eu era mãe!!! Minha vida estava completa!!! Creio que mamãe deve ter ficado eemocionadíssima também, me abraçou. acariciou o bebê. A Sofia deu seu primeiro choro!!! Eram 8:15 da manhã quando nasceu. Momento mágico que nunca vou esquecer!!!

    Deixaram que a Sofia ficasse comigo uns 10 minutos e então pediram que a minha mãe a levasse para o berçário. Logo após a sua saída, os médicos terminaram a sutura da minha barriga e me encaminharam à sala de recuperação. Cheguei lá, olhei em volta e haviam do meu lado esquerdo umas 5 macas com outros pacientes, todos quietos, sonados, imóveis. Eu não!!!! Eu estava feliz, alegre, totalmente desperta. Tentava mexer minhas pernas e conseguia fazer poucos movimentos. Nada doía. Todos os que passavam por mim não acreditavam que eu estava tão bem disposta!!! Quando foi umas 9:30, comecei a ficar inquieta, queria ir para o quarto de qualquer jeito para ver minha filha!!! Os responsáveis pelo transporte estava tagarelando, comecei a chorar que nem uma criança pedindo que me levasse logo para o quarto, então, acho eu que se comoveram com o meu choro e me levaram para o quarto!!!

    Bem, vocês devem estar se perguntando onde está o pai nessa história toda. Bem, não sei se escrevi isso antes, mas ontem ele me ligou, perguntou como eu e a Sofia estávamos. Contei tudo, estava muito feliz, relatei para ele minhas ansiedades e tudo mais, bem "light". No final da conversa ele falou que queria me levar para a maternidade, eu falei que quem iram me levar era a mamãe, aí ele disse:

    - Ah, eu ia até te pedir o seu carro emprestado, por que como você sabe eu estou a pé, minha moto não está muito bem!!!

    Fingi que não ouvi o pedido, desconversei e desligamos. Não que eu não queira emprestar, mas poxa, sei que em seu emprego, eles podem emprestar os carros da empresa, uma vez que antes, ele se locomovia com estes carros. Segundo, que atualmente, ele chega em seu trabalho às 7h e conforme as palavras dele, de ônibus!!! A maternidade é muito mais perto da casa dele do que o seu trabalho. Terceiro, seu cunhado tem carro; quarto, quem quer realmente ir à algum lugar, vai, independente do meio de transporte. Depois do que ocorreu durante a gravidez, quando praticamente ele me ligava e por fim pedia alguma coisa e depois sumia (lembro muito bem quando ele pediu 1000 reais emprestados e passou mais de 4 meses sem me procurar - se ligou 1x/mês foi muito), não vou cair de novo na mesma coisa. Meu carro está sem seguro e ainda por cima financiado, e se eu emprestasse, quando é que ele iria devolver???

    Depois dessa rápida conversa ontem achei que talvez ele pudesse não comparecer. Detalhe básico: Há mais ou menos um mês, quando ele reapareceu, ele falou que queria estar comigo na sala de parto, que fazia questão de filmar e de cortar o cordão umbelical!!! Fiquei por um mês pensando em quem eu gostaria que estivesse comigo no parto, minha mãe ou Henrique. Ficava pensando se era muita crueldade eu não deixá-lo ver o parto, já que talvez com isso, juntasse mais os laços afetivos dele com sua filha!!! Bom, pensei à toa, pois confrome escrevi a cima, ele nem apareceu!!!

    Voltando ao relato do meus momentos inesquecíveis, passei meu primeiro dia com a minha Sofia, maravilhoso. Estava morrendo de fome!!!! Deixaram a Sofia no meu quarto!!!



    Escrito por grávida às 11h28
    [] [envie esta mensagem] []



    DIA 15/06/07 DIA DA SOFIA!!!!

    Estava tão entretida com a minha maternidade que deixei para escrever tudo hoje.

    Na madrugada do dia 15, não consegui dormir... claro, faltavam apenas poucas horas para conhecer meu sonho!!! Estava apavorada com a cesárea e ansiosa com a chegada de Sofia. Fiquei no computador até umas 4h da madrugada, conversei pelo messenger com dois amigos meus (entenda-se, dois "ex-ficantes" - antes de conhecer o Henrique) que tentaram me fazer acalmar. Pesquisei na internet sobre parto cesárea, logo eu, médica, que sabe muito bem como tudo acontece, mas eu precisava ver relatos de pessoas que passaram por isso. Todos os relatos que encontrei, falavam que tudo seria muito tranquilo... aí, vencida pelo cansaço, cochilei na cama até as 5h.

    Às 5:45 entrei no carro com a minha mãe e minha madrinha (vinda de SP), encontramos meu amigo e colega de trabalho, que tinha se prontificado a estar comigo nessas horas do pré-parto e então fomos à maternidade. Chegando lá, mamãe fez todo o "check in" necessário, gravamos o início da filmagem que tinha contratado e logo após, foi encaminhada ao Centro obstétrico para a minha preparação. Minha mãe também foi se preparar para assistir ao parto, só que por outro lugar, e meu amigo e minha madrinha foram encaminhados ao visor (espécie de uma saleta ao lado da sala de parto destinada à acompanhantes que queiram assistir ao parto).

    Quem me levou ao centro obstétrico foi um técnico de enfermagem, junto comigo se encontrava outra grávida que também se submeteria à cesária (pela terceira vez) e uma senhora que iria relaizar uma cirurgia de pólipo endometrial pelo que entendi. Ao chegar no C.O. foi me dada a roupa de paciente e me pediram para colocar minha roupas dentro de um saco plástico preto. Entrei no banheiro, com o coração a mil, já não dava mais para conter minhas emoções, era uma mistura de medo, alegria, ansiedade e realização. Como toda boa paciente, cumpri às ordens dadas, coloquei um avental listrado de rosa e branco com abertura nas costas... ô coisa horrivel ficar de bunda para fora!!!!!...rs..... Ao sair do banheiro, tínhamos que ficar numa saletinha gelada a do chamado do médico!!!! Quem disse que eu conseguia sentar??? Fiquei andando de um lado para outro, puxando todos os assuntos inúteis que eu conhecia com as outras duas mulheres. instantes depois, vi minha mãe, minha madrinha e meu amigo no bloco cirúrgicos, eles estavam perdidos. Um outro técnico de enfermagem entrou e os orientou das suas posições.

    Mais outros intermináveis instantes, pelo meus cálculos deviam ser umas 7 - 7:30h,  chamaram a outra grávida e colocaram eu e a mulher do pólipo em mais uma nova sala!!! Eu estava morrendo de sede!!! Estava de jejum, até de água, desde as 23h, não conseguia parar de falar, meu coração saltava pela boca!!!!

    De repente, ouço vozes dizendo que era a hora da cesárea da Dra. Beth!!! Todos os meus átomos começaram literalmente a "quicar"!!! Veio então uma técnica de enfermagem e me encaminhou para a sala de parto!!!!

    - Meu Deus!!! Agora eu vou tomar a injeção peridural!!!!!!!!!!!!!!!!!! - pensei!!!!!

    Deitei na maca, como um mero corpo, tremores por todo lado, estava gelada!!! Minutos depois chegou o anestesista, que por sinal muito simpático e bonito, falou que era para me acalmar que iria fazer a tal injeção...fez as perguntas de praxe e outras perguntas a mais para ver se me acalmava...

    Claro que não me acalmei, chegou então a minha médica, muito mais amável do que durante as consultas pre-natais, pequeninha dentro da roupa de cirurgiã...rs... pedi à ela que não me soltasse durante a aplicação da anestesia, falei que estava apavorada, etc e tal... enquanto falava, me posicionaram e veio então a temível injeção... Num primeiro momento, me assustei, o que me fez arredar as costas... foram então duas picadas, senti uma queimação nas costas, fiz força para não contrair os músculos... pensei no momento que minha gravidez estava acabando, que era necessário aquela anestesia para ver minha tão esperada Sofia, pensei também que a dor que sentia fazia parte do processo em ser mãe, enfim, pensei em outras trocentas coisas que no final das contas, adivinhem: Não doeu um milésimo do que esperava!!!!! Quando dei por mim, a aplicação da anestesia já havia sido terminada!!!

    Pois bem, estava eu deitada na maca, já anestesiada, aguardando o momento de ver minha filha!!!Chegou o auxiliar da minha médica que introduziu a sonda vesical!!! Pensei: Um homem me introduzindo uma sonda!!! Estava despida, com meus genitais a mostra para qualquer um! Entravam e saiam pessoas que eu nunca havia conhecido e eu lá... A sonda ardeu um pouco, mas o médico disse que a anestesia não havia "pegado" ainda... bem que ele poderia ter esperado um pouquinho a mais, mas naquela situação que eu me encontrava, esqueci de tudo e me concentrei apenas na chegada da Sofia. Comecei a ficar meio "drog", falava, perguntava, as pernas começaram a ficar pesadas... a voz começou a ficar enrolada, fiquei meio abobanhada. Segundo o anestesista essas reações era devido ao fentanil e iriam passar rápido.

    Enfim, deixaram minha mãe entrar, ela ficou na minha cabeceira. Eu estava tão feliz, tão acordada, ninguém diria que eu tinha dormido apenas 1h durante à noite!!!

    De repente, comecei a sentir mexerem na minha barriga!!!! Meu Deus, a cesárea tinha começado!!! Uma sensação realmente gostosa...diria. Senti uma água quente correndo pelas minhas pernas... eles tinha rompido a bolsa... só faltava mais alguns minutinhos!!!! Minha Sofia estava chegando a qualquer momento. Meu coração estava mais rápido do que nunca. Eu repetia para mim mesmo que ela estava chegando!!! Eu iria ser mãe!!! Meu sonho estava finalmente se realizando depois de infinitas 37,6 semanas!!!! Acho eu que a Sofia estava muito para cima pois senti várias pressões, empurrando meu diafragma para cima, sacudia na maca, senti as mãos dos médicos dentro da minha barriga, tentando retirar o bebê... mas dor eu realmente não sentia!!!!

     

    Ao chegar no quarto 425 da maternidade minha madrinha e meu amigo estavam me esperando. Minha mãe tinha ido ao bloco obstétrico ver porque eu estava demorando para ir para o quarto. Passei para o leito praticamente sem ajuda. Após uns 30 minutos ou menos, minha Sofia chegou!!! Colocaram ela no meu colo!!! Realmente era ela linda!!! Eu estav com tanto medo de que ela fosse feia, pode?. Junto com ela, veio uma enfermeira que me orientou sobre a amamentação. Consegui amamentá-la sem problemas, parecia que eu já tinha tido outros filhos. Minha filhota abocanhou toda a minha areóla e mamou pela primeira vez mais ou menos as 10:30 - 11h do dia 15/06/07!!!!!!!! 



    Escrito por grávida às 18h41
    [] [envie esta mensagem] []



    POSIÇÃO DA SOFIA!!!!

    Andei pesquisando umas fotos de como minha pequeninha está dentro de mim. Pela USG elá está pélvica anterior esquerda, que seria o bumbum para baixo, a cabeça para o lado esquerdo da barriga, com as mãos e/ou os pés para a direita, mais ou menos como a foto mostra!!!!

     



    Escrito por grávida às 09h47
    [] [envie esta mensagem] []



    FALTAM MENOS DE 1 DIA!!!!!!!

     

     

     



    Escrito por grávida às 09h25
    [] [envie esta mensagem] []



    FALTAM 2 DIAS!!!

    Faltam exatamente 33 horas para começar a cesárea!!!

    Ansiedade, claro, crescendo!!!! Hoje não consegui ficar em casa, dei uma volta no shopping, comprei o álbum do meu bebê e fui me embelezar no salão!!! Deus me livre em ser uma mãe feia e descuidada!!!!...rs.... depois eu mostro as fotos!!!



    Escrito por grávida às 21h49
    [] [envie esta mensagem] []



    FALTAM 3 DIAS!!!

    Aqui estou eu, em plena madrugada, sem sono, ansiosa, são 2:40 da madrugada.

    Tento dormir mas não consigo, fico preocupada de como será a minha cesárea: será que vão passar cateter vesical? será que vai doer muito a anestesia peridural? Será que correrá tudo bem? Será que depois da cirurgia, a cicatriz não vai doer muito? Será que vou ter leite? Será? Será?

    Será que vou dar conta de tudo? Como será que me comportarei diante do pai da minha filha? Será? Infinitos serás!!!

    Meu corpo está cansado, mas minha mente está turbilhonando de pensamentos...

    Tento dormir, mas parece que a minha Sofia também está ansiosa, mexe-se a toda hora!!! Faltam menos de 3 dias...Faltam 53 horas para que ela chegue!!! Meus Deus, como será?

    Hoje fiquei totalmente agoniada, não era dia da faxineira aqui em casa, não podia sair de carro e também, se pudesse, não estava me sentindo confiante para dirigir... Acordei o mais tarde possível, vi filmes repetidos na tv paga, li mais de 80 páginas de um novo livro, tomei um banho demoradamente, arrumei novamente a mala da maternidade, andei pela casa até gastar o piso, e ainda assim, o dia não passou!!!! Meus Deus, que ansiedade!!!!

    Não tenho muita coisa a escrever, vi e revi outros blogs e até adicionei mais 2 blogs interessantes para que eu sempre me lembre de relê-los, enfim, é isso!!!

     



    Escrito por grávida às 01h47
    [] [envie esta mensagem] []



    FALTAM 4 DIAS!!!

    Como sempre tenho feito, antes de escrever no meu blog, sempre dou uma olhadinha em outros blogs. Hoje, achei um texto que expôe exatamente o que tenho pensado nesses 9 meses de gravidez. Sempre fui educada a ser forte, não demonstrar meus sentimentos e fraquezas a ninguém. Quando criança, meu pai brigava comigo quando chorava. Mulher forte não chora!!!! E, atualmente, venho pensado no que vale a pena demonstrarmos aos outros que somos fortes? O que se ganha? Não seria melhor demonstrarmos quando estamos com medo, por exemplo? Ou que tal coisa nos machuca? O que em determinado dia estamos apenas cansada ou que precisamos de um pouquinho de colo? Então, esse texto a seguir fala exatamente das mulheres fortes x as mulheres fracas:

    Ah, como deve ser boa a vida das mulheres frágeis; elas sempre têm alguém que carregue os embrulhos, preencha o Imposto de Renda, troque o pneu do carro, e por aí vai. As fortes fazem tudo sozinhas, e são sempre chamadas nas horas do aperto: elas agüentam qualquer tranco, e são tão fortes que se metem até mesmo onde não são chamadas, para ajudar a resolver os problemas dos outros.

    Elas acreditam no personagem, veja só. É dura a vida das fortes, que não são poupadas de nada. Se alguém está com uma doença grave, é a elas que vão contar; se a namorada do sobrinho ficou grávida, são as primeiras a saber, e quando alguém da família é preso com uma trouxinha de maconha, são imediatamente chamadas para as providências de praxe... fora os problemas financeiros, é claro.

    Enquanto isso, os pais e mães desses jovens adoráveis estão tomando uma vodca na beira da piscina sem saber de nada... eles não agüentariam um choque desses e precisam ser poupados, porque são frágeis. Existe sempre alguém para cuidar dos frágeis, seja um parente, um amigo, até um vizinho, que bate na porta preocupado com o silêncio e para saber se ela está precisando de alguma coisa.

    Uma mulher frágil é mais frágil que um recém-nascido, e como os homens adoram o papel de protetores para se sentirem fortes e poderosos, é a união perfeita da fome com a vontade de comer. Quando elas ficam doentes, um verdadeiro exército é mobilizado; um leva revistas, o outro um embrulhinho com pêras, maçãs e uvas, e se ela não tem empregada não falta quem vá para a cozinha fazer uma canjinha.

    Preste atenção que vai perceber que essas mulheres frágeis são indestrutíveis. As fortes, na hora de uma crise de coluna, se arrastam até a geladeira para pegar um copo de água, e se alimentam o fim de semana inteiro com uma barra de chocolate, pois ninguém telefona para saber se precisam de alguma coisa.

    E elas, verdade seja dita, preferem morrer de inanição a pedir socorro, para não cair o tipo. Há uma pesquisa a ser feita: uma mulher frágil nasce frágil ou escolhe essa profissão para se dar bem na vida? Por que elas se dão bem, e sempre encontram um homem talvez ainda mais frágil do que elas para cuidá-las, acarinhá-las e cuidar para que nada as atinja, nunca? Afinal ela é tão frágil, coitadinha. Enquanto isso as fortes se acabam de trabalhar, e são elas que saem dos supermercados com pacotes de compras sem que ninguém se proponha a dar uma ajuda, mesmo que modesta.

    Somos todos estimulados a ser fortes, mas boa vida mesmo levam as frágeis, daí a dúvida: não seria melhor que as mães, os pais e os colégios ensinassem as crianças a ser frágeis, pois sempre haverá alguém para cuidar delas pela vida toda?

    E aliás, qual a vantagem de ser forte, além de saber que um dia alguém se referiu a ela dizendo "aquela é uma mulher forte"? Um grande elogio, é verdade. Mas e daí? Toda mulher forte tem desejos secretos que não conta nem a seu travesseiro: que alguém, e não é preciso que seja um homem faça um gesto por ela, de vez em quando. Nada de muito importante; apenas um cuidado, do tipo dizer que a está achando pálida, perguntar se tem se alimentado direito, pegar pelo braço e levar para tomar uma vitamina bem forte.

    Sabe qual é o sonho dourado de uma mulher forte? Ter uma gripe com 38º de febre e poder ficar na cama. Mas para ela até ter uma gripe é difícil, pois uma mulher forte não adoece; e se isso acontecer, o mais difícil vai ser receber ajuda, pois uma mulher forte não deixa que ninguém faça nada por ela, mesmo precisando desesperadamente, para não passar por frágil. E é capaz de preferir se deixar morrer de tristeza, solidão e sofrimento a pedir socorro seja a quem for. Como são frágeis, as fortes.

    Falando do meu dia, fui fazer a última USG, minha linda está com aproximadamente 3100g e com 50cm, totalmente saudável. Depois fui à minha médica a qual me deu todos os papéis de internação, e me aconselhou a não mais dirigir meu carro....sniff... Cheguei em casa, comi, dormi, li mais um dos mues inúmeros livros. Quando foi à tarde, Henrique me ligou, disse que tinha tentado me ligar mais que não tinha conseguido... engraçado, meu celular ficou comigo todo o final de semana, todos conseguiram me ligar, menos ele... estranho....mas, na altura do campeonato, não ligo mais, cansei de ligar, cansei de me aborrecer e de ficar magoada com ele, o que me importa mesmo é que daqui há menos de 4 dias estarei com a minha pimpolha!!!! Isso é realmente importante!!!!

    Por hoje é só, beijos!!!



    Escrito por grávida às 22h37
    [] [envie esta mensagem] []



    FALTAM 5 DIAS!!!

    É, hoje foi meu último domingo grávida!!!!! Daqui há 1 semana já estarei em casa com a minha pimpolha!!! Nem acredito!!!! Fico pensando e repensando como será a minha vida como mãe, o que irá mudar, como me adaptarei, que dificuldades irei ter, enfim, fico pensando em tudo!

    Todos falam que será difícil, que eu nem imagino como irá ser, que terei que me adaptar, que ficarei muito cansada... mas, sinceramente, não vejo isso. Sei que vai ser mais "trabalhoso", mas não acho que vai ser difícil. O ser humano é feito para se adaptar às mais diversas situações, as mais inusitadas. Acho que o que vai me dar mais trabalho será quando eu voltar a trabalhar, pois terei que acordar bem mais cedo para amamentar e preparar a minha filha para levá-la ao berçário, fora isso, acho que não vai ter muitas dificuldades.

    Hoje, não fiz absolutamente nada, procurei ficar em casa e curtir o último domingo sem "chororô"...rs...

    Beijos e até amanhã



    Escrito por grávida às 21h42
    [] [envie esta mensagem] []



    FALTAM 6 DIAS!!!!

    ANSIEDADE....ANSIEDADE....

    DE TÃO CANSADA QUE ESTAVA ONTEM, DORMI QUE NEM UM ANJO!!!!

    HOJE, TERMINEI DE COMPRAR O QUE RESTAVA PARA O QUARTO DA MINHA PEQUENININHA, AGORA, REALMENTE ESTÁ TUDO PRONTO!!!! SÓ FALTA ELA!!!!

    ESTAVA AGORA, PESQUISANDO BLOG DE OUTRAS MÃES SOLTEIRAS, E ACHEI UM TEXTO INTERESSANTE, QUE VOU PUBLICAR NO MEU BLOG. NÃO TEM NADA A VER COM GRAVIDEZ, MAS SIM DE COMO PENSAR QUANDO EU QUISER ARRANJAR ALGUÉM PARA COMPARTILHAR A MINHA VIDA. FIZ MUITAS BURRADAS EM TERMOS DE RELACIONAMENTOS... ACREDITAVA QUE SER BOA, MIMAR O HOMEM QUE GOSTAVA, ESTAR SEMPRE DISPONÍVEL, SEMPRE DEMONSTRAR MEUS SENTIMENTOS DE AMOR ERA SUFICIENTE PARA SE TER ALGUÉM LEGAL AO MEU LADO. MAS HOJE, DEPOIS DE PENSAR E REFLETIR MUITO, ACHO QUE NÃO É ESSE O CAMINHO. ENTÃO, AÍ VAI O TEXTO:

    MANUAL DA MULHER DECIDIDA

    1) Se ele se interessou, ele liga!!!!
    É isso mesmo, quando o cara quer, não tem projeto importante, morte da tia ou trânsito maluco que o impeça de te convidar pra sair.

    2) Passou uma semana sem ouvir notícias dele?
    Esquece, parte para outra! Ligar para saber se tá tudo bem, nem pensar! Homem que "dá um perdido" merece ser encontrado morto no apartamento, e pelo zelador do prédio, porque os vizinhos não agüentam mais o fedor de carniça....

    3) Vocês saíram e ele não ligou mais. Foi porque você deu? Ou foi porque você não deu?
    Na verdade, pouco importa. Se o que ele estava a fim era de sexo, e rolou, ótimo! Sexo é que nem pizza: "bom até quando é ruim.." Mas se você não deu, ele provavelmente não te procurou mais porque achou que ia dar muito trabalho. Ou seja, pare de se atormentar porque transou ou não!!! Duas lições: dar uma de difícil depois de uma certa idade já era !!! RIDÍCULO é fazer tipinho!!! E além do mais você vai se arrepender de ter dado ou de não ter dado....

    4) HOMENS COMPROMETIDOS - diga não!!!
    A relação dele tá em crise, péssima, só falta oficializar o fim??? Ótimo!
    Se ele quiser continuar infeliz, dane-se! Senão, ele termina de uma vez e depois te procura, combinado?

    5) Ouviu aquela clássica: "Você é boa demais pra mim..."
    Acredite, amiga! É mesmo!!! Descarte o cidadão e pare de bancar a Madre Tereza de Calcutá!

    6) Nem tente...
    Não dá pra namorar um cara pelo qual você não tem um mínimo de admiração.

    7) Traição!!
    Não continue com um cara que te chifrou se você não agüentar a onda de ser traída de novo. E olho vivo se ele já foi infiel com outras. A gente sempre acha que com a gente vai ser diferente....ESQUEÇA!!! Nunca é!!!!!!!

    E atenção! A "FILA ANDA"!!! "Pior do que nunca achar o homem certo, é viver pra sempre com o homem errado".
    A PARTIR DE HOJE NOSSO LEMA É:

     

    "O HOMEM QUE NÃO DÁ ASSISTÊNCIA ABRE A CONCORRÊNCIA E PERDE A PREFERÊNCIA."

     

    NÃO QUER DIZER QUE EU VÁ FAZER EXATAMENTE O QUE ESTÁ ESCRITO, MAS IRÁ ME FAZER PENSAR!

     

    FORA ISSO, ACHO QUE ESTOU PASSANDO PELOS MELHORES MOMENTOS DA MINHA GRAVIDEZ, MEU CANSAÇO FÍSICO É GRANDE, MAS EM COMPENSAÇÃO, MEU EMOCIONAL ESTÁ A MIL!!! NÃO VEJO A HORA DE TER MINHA FILHOTA EM MEUS BRAÇOS!!!!

     

    BOM, POR HOJE É SÓ!!!

     

    BEIJOS PARA TODOS



    Escrito por grávida às 19h34
    [] [envie esta mensagem] []



    ANSIEDADE!!! FALTAM 7 DIAS!!!

     

    MEU DEUS!!!! MAS QUE ANSIEDADE!!!! SÓ DE IMAGINAR QUE A RAZÃO DO MEU VIVER ESTARÁ, DAQUI HÁ 1 SEMANA EM MEUS BRAÇOS!!!!! HAJA CORAÇÃO!!!!

    HOJE FOI DIFERENTE!!! ACORDEI 7HORAS DA MANHÃ PARA FAZER CAFÉ PARA A MINHA MÃE E DEPOIS DISSO NÃO CONSEGUI MAIS DORMIR. AS 10H SAÍ DE CASA, FUI A BANCO E DEPOIS CONTRATEI UM BANCO DE SANGUE DO CORDÃO UMBELICAL (CRIOVIDA) PARA A MINHA PIMPOLHA, FIQUEI TÃO FELIZ EM PODER PAGAR TUDO COM O MEU RICO DINHEIRINHO....!!!!

    DEPOIS VOLTEI PARA CASA, ALMOCEI E SAI DE NOVO, COMPREI AS PRATELEIRAS QUE FALTAVAM, 2 MOLETONS (UM PARA MIM E OUTRO PARA MAMÃE), E COMPREI TAMBÉM EDREDONS PARA COLOCAR NA MINHA CAMA, JÁ QUE OS OUTROS QUE EU TINHA ESTAVAM MUITO VELHOS E ME LEMBRAVAM DO MEU CASAMENTO ANTIGO. VOLTEI PARA CASA E PEDI PARA A MANUTENÇÃO DO PRÉDIO INSTALAR TUDO PARA MIM.

    MEUS DEUS!!!! O QUARTINHO DA SOFIA ESTÁ PRONTINHO!!! LINDO!!!! COMO SE EU TIVESSE CONTRATADO UMA DECORADORA! ATÉ QUE TENHO BOM GOSTO, NÃO DEIXOU NADA A DESEJAR DOS OUTROS PROJETOS QUE EU JÁ TINHA VISTO EM LOJAS CHIQUÉRRIMAS!!!!

    ALÉM DE TUDO ISSO, AINDA FUI TOMAR UMA COCA-COLA COM A MINHA MÃE PERTO DO TRABALHO DELA, E CHEGUEI EM CASA SÓ AGORA, AS 21H!!!

    MINHAS COSTAS DOEM, MAS MEUS PENSAMENTOS NÃO SOSSEGAM!!! É ANSIEDADE DEMAIS PARA UMA PESSOA SÓ!!!

    FALANDO DE SENTIMENTOS, HENRIQUE ME LIGOU HOJE PELA MANHÃ, LÁ PELAS 9H, MAS PEDI QUE A MINHA FAXINEIRA DISSESSE QUE EU JÁ TINHA SAÍDO, DEPOIS, SEGUNDO A MESMA, ELE LIGOU NOVAMENTE ANTES DO ALMOÇO E PEDIU QUE EU RETORNASSE... SABE, NÃO TENHO TIDO VONTADE DE CONVERSAR COM ELE ULTIMAMENTE, AINDA ESTOU MUITO MAGOADA, CHATEADA E TRISTE POR ELE TER SE AUSENTADO DURANTE TODA A GRAVIDEZ.

    POXA, NO COMEÇO DA GRAVIDEZ, ESTAVA MUITO INSEGURA, TRISTE, ISOLADA... SEMPRE QUE EU TENTAVA LIGAR PARA ELE, NADA DE EU CONSEGUIR ACHÁ-LO, QUANDO ACHAVA ERA DIA DE SEMANA PORQUE FIM-DE-SEMANA ERA IMPOSSÍVEL! INÚMERAS VEZES EU PASSEI MEUS FINAIS-DE-SEMANA CHORANDO, TRISTE, E ACABAVA ME TRANCANDO NO QUARTO PARA DORMIR PARA QUE O TEMPO PASSASSE MAIS RÁPIDO.

    CHEGUEI A FALAR COM ELE, EXPOR TODOS OS MEUS SENITMENTOS, E ELE SEMPRE DIZENDO QUE IRIA MUDAR, MELHORAR, MAS NADA ACONTECIA, E EU TERMINAVA EM CASA. TINHA VERGONHA EM SAIR PARA ME DIVERTIR, TINHA VERGONHA EM FALAR QUE EU ERA MÃE SOLTEIRA, TINHA VERGONHA EM FALAR QUE EU NÃO SABIA COMO E AONDE ESTAVA O PAI DA MINHA FILHA, CONSEQUENTEMENTE EU ME TRANQUEI EM CASA POR UM BOM TEMPO.

    QUANDO TIVE AMEAÇA DE ABORTO, E NÃO PODIA TER RELAÇÕES SEXUAIS (ISSO FOI BEM NO COMEÇO), ELE VEIO DORMIR UM DIA (MILAGROSO DIA), AQUI EM CASA, E ACREDITEM SE QUISEREM, QUIS TER RELAÇÕES COMIGO, MESMO SABENDO QUE EU NÃO PODIA.

    TAMBÉM, BEM NO COMEÇO, FALEI PARA ELE QUE O NOSSO NAMORO INDEPENDIA DA NOSSA FILHA, QUE EU QUERIA PELO MENOS UM APOIO PSICOLÓGICO, NEM QUE FOSSE DE UM AMIGO!!! NÃO IRIA EXIGIR QUE ELE CASASSE COMIGO E MUITO MENOS QUE CONTINUASSE UM NAMORO SE ELE NÃO ESTIVESSE AFIM, MAS NÃO, ELE DISSE QUE TUDO ESTAVA BEM!!!

    EM JANEIRO DESSE ANO, FUI ATÉ A CASA DELE E EXPLIQUEI PARA OS PAIS O QUE ESTAVA ACONTECENDO, E ELE DE NOVO DISSE QUE IRIA MUDAR.... SUMIU NOVAMENTE....

    E AGORA, FAZ +- 3SEMANAS, RESOLVE APARECER COMO SE NADA TIVESSE ACONTECIDO, IMPLICA QUANDO SAIO, QUER QUE EU DÊ SATISFAÇÕES A ELE DAS MINHAS ATIVIDADES, DEMONSTRA PREOCUPAÇÃO, MAS COMO É QUE EU VOU ACREDITAR ASSIM? SEM MAIS NEM MENOS? NÃO É ASSIM QUE A BANDA TOCA, NÃO VOU DIFICULTAR A RELAÇÃO DELE COM A SOFIA, COMO JÁ DISSE ANTERIORMENTE, MAS MEU CORAÇÃO ESTÁ MACHUCADO, NÃO É ASSIM!!!!

     BOM, ESSE FINAL FOI SÓ PARA DESABAFAR, VAMOS VER O QUE O TEMPO ME RESERVA!!!!



    Escrito por grávida às 20h22
    [] [envie esta mensagem] []




    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]